domingo, 2 de dezembro de 2012

IPython: notebook e Qt Console

O IPython já é velho conhecido de quem desenvolve em Python, dispensa introduções etc... Mas outro recurso interessante, e que ainda não é muito explorado, é o recurso de notebook: um caderno onde se pode desenvolver de forma interativa.

Ele é igual a ideia dos notebooks, worksheets etc... para quem já usou o Mathematica, o Sage ou outros softwares matemáticos: um documento que concentra todo o código-fonte, junto (ou não) com a descrição e/ou a documentação dele.

Para usá-lo? Simples: digite ipython notebook --pylab inline no terminal, e pronto, vai abrir uma janela do seu browser. Daí é só criar um novo notebook.

Todos os recursos do IPython estão disponíveis (exceto o %debug, que requer uma interatividade que o 'notebook' ainda não suporta). E inclusive é possível embutir vídeos, imagens etc... dentro do documento! Excelente para a geração de aulas, tutoriais, e outras coisas que não são tão práticas de fazer com outros softwares (inclusive certos softwares proprietários :)

Ele também se demonstra um ótimo ambiente para trabalhar com Octave, R, etc... ou (para quem gosta - acho que todos sabem que eu não faço parte dessa estatística) com o MATLAB, através das extensões do IPython.

Outra vantagem, que eu não explorei, é a execução dele num servidor dedicado ou na nuvem: tchau à necessidade de instalar uma cópia do ambiente em cada máquina, basta ter um browser razoavelmente atual e pronto.

Uma possibilidade final que o IPython fornece é executar em um 'terminal gráfico' em Qt, usando o comando ipython2 qtconsole --pylab inline. Essa é mais interessante para scripts que executem e forneçam seus resultados de forma visual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não são lidos e não me responsabilizo pelo conteúdo deles.

Postar um comentário